17 de abr de 2011

Virtude


"A palavra sâncrita para virtude ou moralidade é sila (pronuncia-se sheela). Esta linda palavra antiga vem nos lembrar que devemos praticar a conduta ética, ao lado de um a disciplina equilibrada e saudável. Antes de falar ou agir, pare por um instante e pense na sila: você está prestes a prejudicar alguém ou na verdade vai ajudar? Vai ser habilidoso ou inábil? Altruísta ou Egoísta? Suas palavras refletem suas intenções verdadeiras e um sincero comprimisso com a bondade e a bodhicitta?
Sila (virtude ou ética) é tradicionalmente comparada a uma árvore frondosa que oferece sombra fresca; sob os seus ramos, o peregrino que caminha sob o sol escaldante do deserto das emoções conflitantes vai encontrar alívio e abrigo contra as tempestades ferozes do comportamento compulsivo ou impulsivo. Durante sua vida, confie na virtude, na conduta correta e na autodisciplina, para amortecer o atrito dos conflito internos e externos.
Em um nível exterior, sila significa contribuir para um mundo melhor, ao vivermos a vida de frma honesta, curadora, não violenta, não egoista e com consideração. Implicado no desenvolvimento do caráter - o fortalecimento do que quer que esteja truncado ou distorcido em nosso comportamento e em nós mesmos.
Em um nível interior, sila significa sermos genuinamente honestos e verdadeiros para conosco, sem nos iludirmos, sem má vontade, preconceitos ou preferências egoístas.
Em um nível inato ou natural, sila significa compreender que somos todos inerentemente virtuosos e imaculados, que todos possuímos, no âmago de nosso ser mais autêntico, a pureza de coração e a bondade da natureza de Buda.




Livro: O Despertar do Buda Interior (Ed. Rocco), autoria do Lama Surya Das.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...