24 de out de 2010

Estudos Marciais: Cabeça Ereta


Ao iniciar os exercícios, a principal preocupação do principiante consiste em adquirir uma forma perfeita dos movimentos. O mestre corrige, em cada movimento, centimetricamente, a posição do corpo. Cada parte do corpo deve conservar uma curva natural e estar o mais distendida possível.

A cabeça

Durante a execução dos movimentos, talvez convenha imaginar que a cabeça esteja suspensa por um fio, a fim de mantê-la bem ereta, sem, todavia, enrijecê-la por um esforço vountário. Essa posição da cabeça dá ao resto do corpo, e mais particularmente no tronco, a liberdade de adotar igualmente uma postura ereta, evitando o arqueamente das costas, liberando a caixa torácica e melhorando, por conseguinte, a respiração do praticante. Segundo os mestres, isso permite ao sopro colar-se as costas e a coluna vertebral, condição que proporciona o máximo de eficácia na emissão da força interior. Podemos observar que o arqueamento das costas e a inclinação da cabeça são, de hábito, sinais de senilidade; a correção desses efeitos libera a circulação sanguìnea e melhora portanto a saúde. Por outro lado, pelo mesmo motivo, o sistema nervoso central verá sua atividade aumentada, e o corpo, já relaxado e ereto, terá mais liberdade de movimentos e maior agilidade. Pois tal atitude desperta vitalidade, a vivacidade do espírito, a lucidez e confere ao corpo grande estabilidade.

Fragmento de texto retirado do livro: Tai Chi Chuan(Arte Marcial, técnica da longa vida), autora: Catherine Despeux, Editora Pensamento

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...